Oficina de ciência e culinária ensina como nascem as estrelas

 

IMG-20170403-WA0020O que acontece quando duas apaixonadas por ciência e culinária se juntam? Comida para o intelecto numa forma de contar às crianças de forma lúdica (e muito gostosa!) como nascem as estrelas e quais são seus tipos. Assim nasceu a oficina “Cozinha Estelar”, uma espécie de Teatro G’Astronômico voltada para crianças entre 7 e 10 anos feita pelas atrizes e contadoras de histórias: Juliana Graziela e Thereza Helena. A atividade, que tem apoio do Sintep e Sintap é uma das oferecidas no II Mini-Circuito de Astronomia “Descobrindo o céu de Cuiabá”, que acontece no próximo dia 8, no Instituto de Física da UFMT que tem todas as atividades gratuitas.

Na sinopse da contação elas perguntam: “Você sabe a semelhança de um bolo e uma estrela? Para fazer um bolo precisamos de massa e para fazer as estrelas precisamos de quê? Sabe, às vezes o bolo não dá certo e fica murcho, com as estrelas acontece algo parecido. Assim como têm vários tamanhos de bolos há também vários tamanhos e tipos de estrelas. E quando uma estrela resolve explodir? Essas e outras respostas serão dadas na Cozinha Estelar”, instigam.

Na oficina as atrizes contam como nascem as estrelas de forma lúdica, fazendo analogia a fazer um bolo, o que torna tudo mais divertido e curioso. Elas também cantam e fazem sons ritmados com elementos da cozinha. Ao final da contação da história científica, as crianças poderão ainda decorar um bolinho em formato de estrela e degustar sem deixar sobrar nada, assim como fazem os buracos negros no espaço.

Inscrições – Quem se interessou é melhor correr para fazer a inscrição no link https://sites.google.com/fisica.ufmt.br/eventoastronomia. A oficina acontece das 9h às 10h e as vagas são limitadas.

Quem são?

Juliana Graziela é atriz, performer e bonequeira. Formada em Física Licenciatura Plena pela UFMT e técnico em Controle Ambiental pela UNIC. Atua no Grupo Teatro de Brinquedo (MT) desde sua fundação em 2006, tendo direção coletiva. Têm trabalhos em contação de histórias, boneco de luva francesa e caixa de sombra. Possui montagens também com o Grupo Tibanaré (MT) em projetos que buscam aprofundar a investigação sobre o teatro de rua. E integra o Coletivo Caixas no Caminho, apresentando teatro lambe-lambe e o Grupo Spectro Lab, tendo a performance como campo de estudo. Atualmente é aprendiz de direção na MT Escola de Teatro.

Thereza Helena é atriz, musicista graduada pela Universidade Federal do Estado de Mato Grosso. Professora de teatro no SESC Arsenal. Professora de Canto popular na Escola de música Sol maior. Pesquisadora em estágio embrionário na dança contemporânea. Investiga as artes da cena desde 2005 quando fundou a Cia Thereza João, desde então aprofunda suas pesquisas atualizando seus conhecimentos em oficinas com nomes do teatro contemporâneo como Roberta Carreri do Odin Teatre, Roberto Simioni, do Lume Teatro e Marina Elias. Mestranda do Programa de Pós- Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea-Ecco na UFMT. Em 2012 participou da oficina dança das intenções com Roberta Carreri na sede do Amok e em Cuiabá pelo terceiro ano consecutivo. Com a Cia Thereza João já circulou por São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Cariri, Rondônia e Paraíba na maioria das vezes com projetos do Sesc.

Outras atividades do Mini-Circuito

Além desta oficina o evento traz também programação para crianças de outras idades e para adultos. Confira no site as oficinas de: Montagem de Foguete de Garrafa PET, Montagem de Nebulosas em Garrafinhas, Descobrindo o Sistema Solar, Montagem de Telescópios Galileanos, Descobrindo os anéis de Saturno e Fases da Lua, Fenômenos Óticos: Holograma Virtual; Fenômenos Óticos: Google Cardboard e Fenômenos Óticos: Óculos 3D.

As palestras terão como temas: Maravilhas do Universo; Luz: nossa mais antiga janela para o universo; Astronomia: Uma Visão Geral; Astrobiologia: há vida lá fora?; Ondas gravitacionais: uma nova janela ao universo; Visão além do alcance; Leonardo da Vinci e os anéis de Saturno: caos e ordem no sistema solar; Manchas Solares. (Palestra e oficina) e O Céu: Sob os tenros olhos da Humanidade.  Das 18 às 22h haverá a atividade “Descobrindo o Céu de Cuiabá: Observação do céu noturno com uso de telescópio”.

O evento faz parte das comemorações não só do aniversário da capital e do Dia Mundial da Astronomia, mas também dos 45 anos do Instituto de Física da UFMT e conta, nesta edição, com o apoio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) do Instituto de Física da UFMT, Campus Cuiabá, a Space News MT, o Rotary Clube de Cuiabá, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec), a Secretaria de Educação de Cuiabá e o PIBID/LIBRAS, que proporcionará o atendimento de crianças e adolescentes que necessitem de atendimento especial. (Adriana Nascimento – Space News MT)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s